Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Café Amargo

ADOÇADO (OU NÂO) COM PEQUENAS NOTAS ...

Café Amargo

ADOÇADO (OU NÂO) COM PEQUENAS NOTAS ...

Ó inverno truculento

Ó inverno truculento,

implacável frieza.

Inquieto. Violento.

Ó sopro de vento acerbo,

ventania desenfreada,

assobio intenso!

Ó chuva gelada,

batida a vento,

impertinente, ritmada!

Ó força da água imparável,

alagadiça, assustadora.

Ó natureza humilhada,

arrastada,  submissa.

Desnudada, derribada.

Ó impiedade invernosa!

        mariam

in http://momentodocafe.blogs.sapo.pt/

Bem-vindo 2013!

Bem-vindo 2013! Para além da crise e da austeridade que transitaram para o recém-chegado 2013, não podemos esquecer o Orçamento de Estado (OE) que vem embrulhado em papel cor futuro pardacento, decorado com um enorme laço negro que nos ensombra a esperança. Adivinham-se dias bem difíceis para este ano que acaba de chegar. O povo começa a sentir-se esgotado com tanta insensibilidade social e com tanto distanciamento com que se exerce a governação. Perdeu-se a crença e também a credibilidade em quem nos governa.

mariam

in http://momentodocafe.blogs.sapo.pt/(excerto)

Terapêutica escolhida: mais austeridade

Pobre país, cada dia mais enfermo. Terapêutica escolhida: mais austeridade! Teimosia dos curandeiros. Reajustamento da receita. Agressivo. Dosagem brutal. Dói. A advertência de que a nova prescrição vai agravar, ainda mais, o quotidiano que já é difícil. Insuportável. Tratamento violento. Terapia de choque, sem garantia de cura. E a certeza de efeitos recessivos. Futuro incerto. A cegueira dos curandeiros experimentalistas num país exangue. 

mariam

Outono

Tarde de outono. A tranquilidade repousa sob a atmosfera outonal que o brilho comedido do sol oferece.

 

 Ps. Apareceu Vítor Gaspar, min. das Finanças, a anunciar um enorme aumento de impostos e estragou a tranquilidade desta tarde de outono.

mariam

Férias de verão

  Férias e como sabem bem! O calor tem inundado estes dias de agosto e torna-se um pretexto para a "preguiça". Há sempre tempo disponível para tal, mas não tanto como nestes dias de verão que se prolongam para além do pôr-do-sol. Valha-nos este sol brilhante e graciosamente quente que se destaca no céu bem azul. Ficam, no ar, os aromas destes dias iluminados de verão que tão depressa chegam como tão depressa partem. Férias e até breve.

mariam

Quadra de S. João

Olha, só um pontinho...

no céu tão estrelado.

Lá vai tão sozinho.

Que balão arrojado!

mariam

in http://momentodocafe.blogs.sapo.pt/
(Tukas)

Abril e Páscoa

 Abril abre-se para uma pausa na memória da Páscoa quando os simbolismos religiosos se aceitavam serenamente e nada se questionava: a bênção dos óleos sagrados, o lava-pés, os laudes de sexta-feira santa, a vigília pascal e a festa da Ressurreição.

 

mariam